Gaúcho some ao escalar, sozinho, vulcão na Bolívia

Estudante de Teologia resolveu subir monte ''para rezar''

Carlos Alberto Fruet, O Estadao de S.Paulo

13 de novembro de 2008 | 00h00

O gaúcho Rodrigo Soares Oleinski, de 25 anos, desapareceu nas montanhas da Bolívia. Morador de Canoas, Oleinski, estudante da Faculdade de Teologia Adventista em Cochabamba, falou com a família pela última vez no dia 28 passado, quando disse que ia escalar sozinho o Monte Sajama, vulcão extinto nos Andes a 6.542 metros de altitude. Sua mãe, Maria Cecília, disse que pediu ao filho que não fizesse o que classificou como "loucura": "Ele explicou que naquela semana estaria de folga e ia subir o monte para rezar e ficar mais perto de Deus." Por causa da falta de informações, a família mandou o irmão de Rodrigo, Rubens, para Cochabamba. Ontem, ele disse à mãe que contratou um detetive e alguns guias bolivianos para tentar obter alguma notícia. "Sabemos que encarar aquela montanha a pé é muito difícil e a última vez em que ele foi visto foi no dia 1º, quando uma pastora o encontrou a 4.300 metros de altitude. Por isso, acho que as autoridades brasileiras poderiam se empenhar mais e contratar um helicóptero para procurá-lo, uma vez que nós não temos condições financeiras", suplicou Maria Cecília, que trabalha como enfermeira. Contratar um helicóptero não é tão simples assim, conforme o Ministério de Relações Exteriores. "A embaixada brasileira na Bolívia acionou o vice-consulado em Cochabamba e todo o auxílio possível está sendo dado ao irmão do Rodrigo. Para procurar com um helicóptero é preciso o envolvimento dos dois países e até agora não temos nada a esse respeito", informou o secretário Fábio Rocha Frederico. MORTE NA ESPANHAF.M.S., brasileira de 30 anos, morreu após ser apunhalada pelo ex-marido espanhol numa estrada em Pontevedra. Durante uma discussão, L.M.C.F. a apunhalou duas vezes dentro do carro e, algumas horas depois, entregou o corpo da brasileira à polícia e foi preso.COM EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.