Geradores garantem funcionamento de hospitais

O atendimento nos hospitais de São Paulo não sofreu alteração nesta segunda-feira devido à interrupção do fornecimento de energia elétrica. Por se tratar de um serviço essencial, as instituições há anos contam com geradores.No complexo do Hospital das Clínicas, por exemplo, estão à disposição 14 máquinas, suficientes para abastecer de energia por tempo indeterminado setores vitais: centros cirúrgicos, unidades de terapia intensiva e enfermarias.No Hospital Sírio-Libanês, geradores também garantem o funcionamento de todos os setores. No ano passado, com a ameaça de apagões, a instituição fez uma revisão nos geradores.Além do bom funcionamento, técnicos procuraram certificar-se de que eles poderiam dar conta de toda a demanda de atendimento. Não houve necessidade de ampliação do número de aparelhos.Na rede pública, também não foram registrados problemas com a falta de energia. Hospitais das redes municipal e estadual de saúde mantiveram o atendimento graças ao trabalho dos geradores.As assessorias de imprensa da Secretaria Municipal e da Secretaria Estadual de Saúde afirmaram que não houve, no último ano, alteração no número de geradores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.