Beto Barata/AE
Beto Barata/AE

Gerdau vai integrar núcleo de gestão de Dilma

Amigo da presidente eleita, o grupo do empresário doou R$ 1,5 milhão para campanha eleitoral da petista, segundo o Tribunal Superior Eleitoral

Rafael Moraes Moura e Vera Rosa, O Estado de S.Paulo

03 de dezembro de 2010 | 00h00

O empresário Jorge Gerdau aceitou na manhã de ontem o convite da presidente eleita Dilma Rousseff para integrar núcleo de gestão do próximo governo. O formato do núcleo ainda não foi definido, mas Gerdau conversou com Dilma sobre instrumentos para aperfeiçoar a gestão pública.

"O tipo de mecanismo que tem hoje no PAC tem de se estender a toda uma estratégia de governo. No fundo, é criar mecanismos de aprimoramento de gestão", disse Gerdau, após deixar o Centro Cultural Banco do Brasil, sede da transição, onde se encontrou com Dilma. "O mundo de hoje exige aprimoramento em tudo, todos os dias", acrescentou.

O nome de Gerdau chegou a ser cogitado para o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O empresário declarou que não foi convidado para nenhum ministério; silenciou-se, no entanto, quando perguntado se tinha interesse em assumir alguma pasta.

Ao falar de Dilma, Gerdau comentou que considera a presidente eleita uma "gestora muito sólida, muito firme, com entusiasmo de fazer as coisas se aprimorarem". O empresário espera um aumento da qualidade do serviço público em áreas como saúde e educação. Assim como Dilma, o presidente Lula também tentou levar o empresário para compor seu segundo governo. Mas não conseguiu.

De acordo com as prestações de conta entregues ao Tribunal Superior Eleitoral pelas campanhas dos presidenciáveis, o grupo Gerdau doou R$ 1,5 milhão para a campanha da petista - e o dobro para o tucano José Serra, que recebeu R$ 3 milhões.

Gerdau integra o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o "Conselhão", criado no primeiro mandato de Lula para assessorar o presidente na formulação de políticas e diretrizes públicas. O conselho reúne 17 ministros e 90 representantes da sociedade civil, entre empresários e sindicalistas, que foram homenageados na reunião de ontem. Gerdau foi uma das pessoas que receberam medalha comemorativa.

Após o encontro com Jorge Gerdau, a presidente eleita concedeu entrevista exclusiva ao jornal americano The Washington Post. A entrevista foi feita pela jornalista Lally Weymouth. Depois da vitória no segundo turno, Dilma concedeu entrevistas exclusivas para emissoras de televisão.

QUEM É

Jorge Gerdau Johannpeter

CONVIDADO PARA INTEGRAR O NÚCLEO DE GESTÃO DO GOVERNO DILMA

Aos 74 anos, o empresário é o atual presidente do Conselho de Administração do Grupo Gerdau, fundado pelo seu bisavô, João Gerdau. Formou-se em Direito, em 1961, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Em 1983 tornou-se o diretor-presidente da empresa, no momento em que o grupo se tornou um dos grandes conglomerados siderúrgicos do mundo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.