Gerente de cooperativa de ônibus é morto a tiros em SP

O gerente de uma cooperativa de ônibus Gilvan Aparecido da Silva Almeida, de 34 anos, foi morto a tiros na zona sul de São Paulo no início da tarde desta sexta-feira, 20. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), por volta das 13 horas ele estava em um bar no Jardim Selma quando um homem de capacete entrou, disparou várias vezes contra ele e fugiu em uma moto. Em seguida, quando Almeida já estava caído, um outro criminoso também de capacete chegou, disparou mais vezes contra a cabeça e o tórax da vítima e fugiu em uma outra motocicleta. O caso foi registrado no 90º Distrito Policial, no Parque Novo Mundo, e as causas do crime serão investigadas pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A polícia já descobriu que a cooperativa de ônibus da qual Almeida fazia parte da diretoria teria proibido outros motoristas de van de trabalhar por não serem cooperados. O nome da cooperativa não havia sido divulgado.

Agencia Estado,

20 Abril 2007 | 19h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.