Gerente de obra do Metrô de SP pede afastamento do cargo

O gerente de construção da Linha 4 -Amarela do Metrô, Marco Antônio Buoncampagno, pediu nesta terça-feira, 30, o afastamento temporário do cargo. Segundo informações do Metrô, a solicitação foi aceita pelo presidente da empresa, Luís Carlos David, que afastou o engenheiro por meio de um ato administrativo. A obra é realizada pelo Consórcio Via Amarela e envolve cinco empreiteiras: Odebrecht, Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, OAS e Queiroz Galvão.Conforme a companhia, o pedido foi feito para garantir a transparência nas investigações do desmoronamento de parte das obras da futura Estação Pinheiros da Linha 4, que causou a morte de sete pessoas. O afastamento é por tempo indeterminado e nomeia em seu lugar Luís Carlos Meirelles de Assis, que é gerente de construção da Linha 2- Verde, também em expansão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.