AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Gestões anteriores também tiveram problemas

Das 2,2 mil cidades pesquisadas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), no fim de 2007, só 1,4% delas admitiram terceirização no fornecimento de merenda. Essa prática impedia o acesso a recursos federais. A alegação do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), era de que, se todas as refeições fossem terceirizadas, o custo para os cofres públicos seria 71% maior do que se fossem preparadas nas escolas. Em São Paulo, a Prefeitura diz que é mais barato.Anteriormente, a compra pelo governo dos suprimentos também não inibiu as denúncias. Entre janeiro e fevereiro de 1997, a Prefeitura gastou R$ 778,4 mil (mais do que os preços de mercado, segundo o MP) na compra de 449,9 mil quilos de frango da empresa do cunhado do ex-prefeito Paulo Maluf. O caso foi parar na Justiça. Em 2001, o PSDB acusou a gestão Marta de dirigir a compra de 349 mil kg de feijão pré-cozido. O Tribunal de Contas do Município aprovou o processo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.