Gil Rugai é preso ao voltar do Rio Grande do Sul

Estudante morava em cidade gaúcha sem ter informado juiz

Marcelo Godoy, O Estadao de S.Paulo

10 de setembro de 2008 | 00h00

O estudante Gil Rugai, de 25 anos, foi preso ontem, às 16h30, na casa de sua mãe, na Barra Funda, por policiais da 1ª Delegacia Seccional. Rugai é acusado de matar o pai, Luiz Carlos Rugai, e a madrasta, Alessandra de Fátima Troitiño, em março de 2004. Ele não resistiu à prisão. "Estou disposto a colaborar, tanto que vim para São Paulo", disse Rugai aos policiais. Eles cumpriam mandado de prisão expedido pelo juiz Luis Rogério de Oliveira, da 5ª Vara do Júri de São Paulo.Hoje, o advogado de Rugai, Fernando José da Costa, vai entrar com pedido de liminar em habeas corpus no Tribunal de Justiça de São Paulo, para que a prisão do estudante seja revogada. Segundo Costa, o juiz Oliveira não fundamentou o decreto de prisão de seu cliente.Rugai teve a prisão decretada porque o magistrado entendeu que ele mudou de endereço sem comunicar a Justiça, mesmo após a sentença de pronúncia - decisão judicial de submetê-lo ao júri popular - ter sido confirmada pelo TJ. Ele estava em liberdade desde 2006, quando foi solto pelo Supremo Tribunal Federal, que entendeu que ele estava preso havia muito tempo sem ter sido julgado.Rugai, que nega o crime, havia sido preso pela primeira vez dias após o crime. Era, então, apenas suspeito. Durante as investigações, a polícia descobriu que seu pai ia afastá-lo da gerência da produtora de vídeo que mantinha com a mulher porque o filho teria dado um desfalque. Os policiais descobriram ainda uma pegada compatível com a de Rugai numa porta arrombada pelo assassino. Uma testemunha disse ter visto Rugai e outra pessoa saindo da casa onde o crime ocorreu, em Perdizes, pouco após as mortes. E a arma usada, uma pistola calibre 380, foi achada no prédio nos Jardins em que Rugai mantinha a empresa de publicidade.O pedido de prisão de Rugai foi feito pela promotora Mildred de Assis Gonzalez. Ela usou informações do Domingo Espetacular, da Rede Record, que descobriu que Rugai havia se mudado para Santa Maria (RS), sem informar a Justiça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.