Gilmar Mendes é roubado durante caminhada no Ceará

Ministro foi abordado por 5 homens em calçadão de Fortaleza; cordão de ouro foi roubado

Carmen Pompeu, Agência Estado

13 Outubro 2010 | 18h08

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes foi roubado por cinco homens na terça-feira, no calçadão da Avenida Beira-Mar, em Fortaleza. Mendes caminhava sem a companhia de seus seguranças quando foi abordado. Os ladrões levaram o cordão de ouro que o ministro usava. O local, próximo ao Náutico Atlético Clube, é o mesmo onde ele sofreu uma tentativa de assalto em 2008, quando dois homens tentaram levar também um cordão de ouro.

No primeiro episódio, os seguranças impediram que o cordão fosse roubado e prenderam Jéfferson Hermínio Coelho Monteiro, que na época tinha 18 anos e, apesar de não ter antecedentes criminais, não obteve habeas-corpus para responder o processo em liberdade. Em 2008, o ministro sofreu um arranhão no pescoço. Desta vez, os bandidos conseguiram fugir com o cordão sem que Mendes sofresse algum ferimento.

Mesmo com policiamento e câmeras de vigilância, a Avenida Beira-Mar - principal cartão postal da capital cearense - é um conhecido ponto de atuação de criminosos que aproveitam o intenso tráfego de pessoas no calçadão para roubar turistas. Gilmar Mendes passou o feriado prolongado de Nossa Senhora Aparecida descansando em Fortaleza, onde a mulher dele tem família.

Mais conteúdo sobre:
crime roubo Gilmar Mendes STF CE

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.