Gilmar Mendes iguala cela e campo nazista

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Gilmar Mendes, comparou ontem o sistema penitenciário brasileiro a campos de concentração. "De uma maneira geral, estamos em situação tão desumana, tão absurda, que realmente se assemelha a situação de campos de concentração", disse ele, ao abrir o mutirão no sistema em Pernambuco, o 13° Estado a receber o programa no País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.