GO recebe 600 homens da Força Nacional a partir de sábado

Após atentado contra jornalista, agentes federais vão reforçar policiamento na periferia do Distrito Federal

Vannildo Mendes, Estadão

26 Setembro 2007 | 10h36

O governo federal planeja levar entre 500 e 600 homens da Força Nacional de Segurança para reforçar o policiamento em cidades vizinhas ao Distrito Federal. Na terça-feira, chegou o primeiro grupo de 150 policiais. Eles estavam no Rio desde os Jogos Pan-Americanos, mas foram deslocados, por determinação do Ministério da Justiça, para enfrentar a criminalidade na periferia da capital do País, onde avançam o tráfico de drogas, a pistolagem e a violência generalizada.   Segundo o secretário nacional de Segurança Pública, Antônio Carlos Biscaia, a Força vai fazer nos próximos dias o levantamento de inteligência para planejar as ações em conjunto com a Polícia Militar de Brasília e de Goiás. As duas unidades da Federação pediram ajuda federal para conter a escalada da violência na região. No dia 15 de setembro, o jornalista Amaury Ribeiro Jr. foi baleado quando fazia uma série de reportagens para o jornal Correio Braziliense sobre o crime organizado na região.   Rota de passagem e de processamento da droga que chega ao Distrito Federal, a região, com mais de 2 milhões de habitantes, tornou-se um ambiente propício para a criminalidade. Não há indústrias e as opções de emprego são escassas na região. Na Cidade Ocidental, a 48 quilômetros do Plano Piloto, onde o jornalista foi baleado, ocorreram 189 assassinatos de janeiro a junho deste ano, além de 175 tentativas de homicídio, 7 mil furtos, 2.780 roubos e 6 latrocínios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.