Gol corrige lista e mortos no acidente com Boeing são 154

A Gol Transportes Aéreos esclareceu na tarde desta quinta-feira, 5, que 154 ocupantes estavam a bordo do Boeing 737-800 que caiu sexta-feira que caiu após colisão com o jato Legacy, no Mato Grosso, e não 155 como vinha sendo informado até agora. O erro aconteceu por causa da dupla contagem de um passageiro. A empresa aérea constatou que Carlos Souza Junior e Carlos Sousa são a mesma pessoa, mas seu nome aparece duas vezes na lista, grafado dessas duas formas.De acordo com a nota divulgada, "na lista divulgada originalmente, constava o nome Carlos Souza Junior, passageiro que de fato embarcou, e outro nome, Carlos Sousa, que foi acrescentado à lista por um erro de procedimento". "A falha aconteceu pelo fato de a primeira relação de passageiros, criada pela unidade da Gol no aeroporto de Manaus (ponto de partida do vôo), ter gerado uma lista abreviada na qual o nome do Sr. Carlos Souza Junior apareceu sem o Júnior e com o Souza grafado com a letra s. Durante o trabalho de checagem da lista, Carlos Souza Junior e Carlos Sousa foram considerados pessoas distintas", explica a nota. "A Gol lamenta o acontecido e corrige a informação inicial. Com isso, esclarece que:- o Sr. Carlos Souza Junior estava a bordo do vôo 1907;- não existe passageiro com o nome Carlos Sousa, como constava na lista original;- com isso, o número oficial de passageiros do vôo 1907 passa a ser 148, que, somado aos 6 tripulantes, totaliza 154 vítimas no acidente que derrubou o avião da Gol.Por fim, a Gol informa que a lista de passageiros já foi corrigida no site da companhia e que todos os comunicados passarão a veicular o número de 148 passageiros e 154 ocupantes do vôo 1907."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.