Gol reconhece "responsabilidade objetiva" quanto às indenizações

A Gol Transportes Aéreos reconheceu, em nota enviada à imprensa nesta segunda-feira, 2, a sua "responsabilidade objetiva" quanto às indenizações devidas às famílias dos passageiros que estavam no vôo 1907, acidentado na última sexta-feira, 29. A informação, diz a companhia, visa acabar com qualquer especulação em relação ao assunto. "É comum, em momentos como este, que especulações e versões sem confirmação sejam postas em circulação. Esse movimento contribui para aumentar a angústia das famílias e dificulta a apuração das circunstâncias do acidente", afirma o comunicado.A Gol recomenda aos familiares das vítimas que só dêem crédito a informações confirmadas pelas autoridades e destaca que todos os dados confirmados que chegam à empresa são divulgados por meio de seus comunicados, disponíveis no website www.voegol.com.br/comunicado. Os familiares das vítimas também dispõem do seguinte telefone gratuito para obter informações: 0800-2800749.O comunicado informa ainda que desde sexta-feira a companhia vem oferecendo aos familiares transporte das cidades de origem até Brasília; hospedagem em hotéis da capital federal; alimentação; atendimento médico e psicológico."Somente em Brasília, a Gol conta com 33 psicólogos para dar assistência às famílias, incluindo alguns voluntários de órgãos como a Infraero e a Secretaria de Saúde local", informa. A empresa destaca ainda que, além disso, outros psicólogos da Gol já atenderam famílias nas cidades de origem. Segundo o aviso, em 17 localidades em todo o País, a companhia conta com 61 assistentes sociais acompanhando diretamente os familiares das vítimas.A companhia aérea informa também que se responsabiliza pelo apoio religioso; orientação quanto aos procedimentos legais e burocráticos para a obtenção dos atestados de óbito; transporte dos familiares de volta às suas cidades de origem; traslado dos corpos até o local de sepultamento ou cremação; jazigos, velórios e sepultamento ou cremação.

Agencia Estado,

02 de outubro de 2006 | 15h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.