Goleiro Bruno e primo passam mal durante audiência e vão para hospital

Pela manhã, jogador teve uma queda de pressão mas foi atendido no próprio fórum; cerca de 15 pessoas devem ser ouvidas nesta quarta-feira

Fabiana Marchezi, estadão.com.br

13 Outubro 2010 | 15h49

SÃO PAULO - O goleiro Bruno e o primo dele, Sérgio Rosa Sales, passaram mal e foram levados para o Hospital Referência Municipal de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas, na tarde desta quarta-feira, 13. Os dois são suspeitos do desaparecimento e suposta morte da ex-amante do goleiro, Eliza Samudio.

 

De acordo com o Tribunal de Justiça de Contagem, onde os dois acompanhavam mais uma audiência sobre o caso, Bruno foi levado para o hospital pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Sales foi encaminhado ao mesmo hospital por um carro de escolta da polícia. O estado de saúde e o diagnóstico dos suspeitos ainda são desconhecidos.

 

Pela manhã, o jogador teve uma queda de pressão mas foi atendido no próprio fórum. Cerca de 15 pessoas devem ser ouvidas nesta quarta. Além de Bruno e Salles, acompanham a sessão a mulher do goleiro, Dayanne Souza, a ex-noiva do goleiro, Fernanda Gomes de Castro, Luiz Henrique Romão, o Macarrão, e Marcos Aparecido dos Santos, o Bola.

 

No último dia 8, o primo adolescente do goleiro negou, em audiência no mesmo fórum, todos os depoimentos prestados sobre o desaparecimento de Eliza. O jovem disse ter sido coagido pela polícia a dar a versão inicial. Ele havia confirmado e detalhado o assassinato da ex-amante de Bruno. O menor está internado por período indeterminado em uma instituição para infratores por envolvimento no sequestro, cárcere privado e assassinato de Eliza.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.