Lucy Nicholson/Reuters
Lucy Nicholson/Reuters

Golpe com falso cupom de desconto do Uber faz milhares de vítimas

E-mail oferece benefício de R$ 100 nas viagens, direciona para site semelhante ao do aplicativo e pede dados do usuário

Felipe Cordeiro, O Estado de S.Paulo

21 de junho de 2017 | 12h42
Atualizado 21 de junho de 2017 | 13h49

SÃO PAULO - Um novo golpe na internet tem assustado passageiros do Uber e de outros aplicativos de transporte. Usuários dos serviços relataram ter recebido um e-mail com um falso cupom de desconto atribuído à companhia americana. Segundo a empresa especializada em segurança online Eset, o golpe já fez mais de 40 mil vítimas no País entre o sábado, 17, e esta terça-feira, 20.

No e-mail, um link encaminha o usuário a uma página semelhante à do Uber na qual é convidado a se inscrever no serviço para receber um desconto de R$ 100. Para obter o suposto benefício, o site pede informações como nome, telefone, Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), e-mail e cartão de crédito.

A prática de clonar uma página de outra loja ou serviço é conhecida como "phishing", em referência a "fishing" ("pesca", em inglês), já que o usuário da internet se transforma em uma isca para o golpe.

De acordo com o criador do marketplace A Vida é Feita de Desconto, Thiago Rodrigo Alves Carneiro, um modo de evitar o crime é verificar o cadeado de segurança no navegador, ao lado esquerdo na barra de endereço da página, e o destino do site acessado.

"Os códigos promocionais do Uber disponíveis em sites de cupons ou no próprio Uber geralmente são válidos somente para a primeira viagem, e o usuário pode baixar o aplicativo do Uber e inserir o código no próprio app, sem precisar acessar um site e correr riscos desnecessários", afirmou Alves Carneiro.

O Uber informou que orienta os usuários a nunca compartilhar dados de senha do seu cadastro. "Esses dados devem ser tratados com o mesmo cuidado que dados bancários", disse a empresa.

Tudo o que sabemos sobre:
UberInternetCriminalidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.