Governador confirma as mortes dos policiais e decreta luto oficial

Delegados e servidores da Secretaria de Segurança Pública morreram em acidente de helicóptero

Rubens Santos, O Estado de S. Paulo

08 de maio de 2012 | 20h13

GOIÂNIA - O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), decretou três dias de luto oficial. E, em nota oficial afirmou lamentar profundamente a morte dos delegados e servidores da Secretaria de Segurança Pública. Em decorrência do acidente com o helicóptero da Polícia Civil. "Goiás perde profissionais de altíssimo valor, ilibada reputação, reconhecida competência e notável valor humano, que se destacaram no exercício de suas funções, honrando a tradição de nossa Polícia.

"Ao longo de suas vidas, eles souberam valorizar o trabalho a que se dedicaram. Morreram no estrito cumprimento do dever legal, exercendo com denodo a missão superior de proteger o cidadão e oferecer segurança e tranquilidade aos goianos. Merecem, assim, todo o nosso reconhecimento, nosso preito de gratidão e, neste momento derradeiro, os nossos sinceros aplausos", afirmou o governador tucano.

Tudo o que sabemos sobre:
chacinaGoiás

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • Novembro Azul: entenda a campanha de prevenção do câncer de próstata
  • Yuval Harari: “Algoritmos entendem você melhor do que você mesmo se entende"
  • DPVAT: o que é e como funciona o seguro obrigatório?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.