Governador reeleito de MT anuncia cortes

O governador reeleito de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), anunciou ontem, durante coletiva, a criação da Secretaria das Cidades, o desmembramento da atual Secretaria de Justiça e Segurança Pública em duas pastas (Justiça e Segurança) e a transformação da Secretaria de Desenvolvimento Rural em Secretaria de Agricultura Rural e Pequenos Produtores. Ele também prometeu reduzir os gastos do Estado em R$ 100 milhões.

Fátima Lessa, O Estado de S.Paulo

07 Outubro 2010 | 00h00

De olho na Lei de Responsabilidade Fiscal, o governador disse que determinou aos seus secretários que reduzam gastos e cortem despesas para que o governo consiga chegar ao fim do ano com as contas em dia.

Segundo o governo, haverá cortes na locação de veículos, nas verbas de custeio e até mesmo em cargos comissionados. "Pedi aos secretários atenção redobrada no restante do ano para conseguirmos fechar o quadriênio dentro do que determina a lei", disse.

De acordo com o governo, as dificuldades são orçamentárias. Nos anos anteriores sempre havia um crescimento da arrecadação em torno de 10% acima do orçamento, o que não aconteceu este ano. "Se não há dinheiro novo não há orçamento", disse o chefe da Casa Civil, Eder de Moraes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.