Governadores do Sudeste são contra reduzir idade penal

Os governadores de São Paulo, Geraldo Alckmin; de Minas Gerais, Aécio Neves; e do Rio de Janeiro, Rosinha Matheus; se manifestaram nesta terça-feira contrários à redução da maioridade penal de 18 para 16 anos. No entanto, eles defenderem mudanças no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e na Lei de Execução Penal.Nesta quarta-feira, Alckimin deve entregar ao presidente da Câmara dos Deputados, João Paulo Cunha (PT-SP), as propostas de mudança do estatuto e na lei de execução. "Trata-se de um aperfeiçoamento", disse. Para Aécio Neves, é "viável uma pena para menores que seja até um terço daquela fixada para adultos, no caso dos crimes graves." Rosinha disse ser "preciso haver uma lei para punir adultos que usam o menor para cometer os crimes."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.