Governadores petistas saem em defesa do ministro

Em sintonia com a estratégia traçada pelo Palácio do Planalto, os cinco governadores do PT saíram ontem em defesa de Antonio Palocci, argumentando que é preciso aguardar a manifestação da Procuradoria-Geral da República. Eles se reuniram com o presidente do PT, Rui Falcão, em Brasília.

Vera Rosa, O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2011 | 00h00

Ex-deputado, o governador Jaques Wagner (BA) disse que o Congresso é uma Casa política e, por isso, não seria o local apropriado para investigações. "Por que levar Palocci ao Congresso? A gente sabe o que é o Congresso, com todo o respeito. Se querem esclarecimento, o melhor caminho é o do Ministério Público Federal."

Já Marcelo Déda (SE), que também foi deputado, afirmou que "quem tem de avaliar se Palocci deve ir ao Congresso prestar esclarecimentos são o governo e ele próprio".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.