Governistas vão tentar manter comando da Casa

O PMDB tentará a todo custo manter a presidência do Senado, hoje ocupada por José Sarney (PMDB). Ele próprio pode tentar a reeleição, mas, com problemas de saúde, poderá acabar abrindo mão do posto. Nesse caso, há outros candidatos dentro da legenda, como Renan Calheiros (PMDB-AL) e Garibaldi Alves (PMDB-RN), ambos ex-presidentes do Senado.

, O Estado de S.Paulo

04 Outubro 2010 | 00h00

Com o aumento de sua bancada, o PT também pode lançar um nome entre seus senadores - até como forma de negociar abrir mão da disputa para garantir a presidência da Câmara dos Deputados.

Quem pode ameaçar os planos dos dois principais partidos da Casa é o tucano Aécio Neves. Ex-presidente da Câmara, tem força política e pode começar desde já seu projeto político para as eleições presidenciais de 2014. Precisará, entretanto, organizar uma articulação que atraia senadores hoje alinhados com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.