Governo admite situação de emergência em 236 municípios de 9 Estados

Seca atinge 159 municípios potiguares e enchentes afetam o Pará

Ayr Aliski, O Estado de S. Paulo

10 de abril de 2014 | 20h02

BRASÍLIA - O governo federal reconheceu nesta quinta-feira, 10, situação de emergência em 159 municípios do Rio Grande do Norte e 60 cidades de Pernambuco, além de localidades do Amazonas, Pará, Bahia, Minas Gerais, Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Portarias da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, integrante do Ministério da Integração Nacional, foram publicadas no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 10, reconhecendo situação de emergência em um total de 236 localidades de nove Estados.

Em relação aos 159 municípios potiguares, o problema é a seca. Em Pernambuco, a estiagem também foi o motivo que levou o governo federal a reconhecer situação de emergência em 68 municípios.

No Pará, a decisão refere-se aos municípios de Itaituba e São Felix do Xingu, por inundações, mesmo problema que atingiu Canutama (AM). O governo federal também reconheceu situação de emergência em Ibipeba (BA), Arroio Grande (RS) e Içara (SC), por enxurradas. Os municípios mineiros de Engenheiro Navarro e São Francisco, por sua vez, enfrentaram estiagem. Em Cláudia (MT), a situação de emergência foi adotada por causa de chuvas intensas.

Conforme o Ministério da Integração Nacional, situação de emergência é uma situação anormal, decretada em razão de desastre que, embora não excedendo a capacidade inicial de resposta do município ou do Estado atingido, requer auxílio complementar do Estado ou da União para as ações de socorro e de recuperação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.