Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Governo diz que intervenção reduziu criminalidade na Semana Santa

Segundo porta-voz de Temer, números de lesão corporal, roubo a pedestre e a veículo caíram neste ano na comparação com o mesmo feriado de 2017

Carla Araújo, O Estado de S.Paulo

05 Abril 2018 | 19h05

BRASÍLIA - O porta-voz do presidente Michel Temer, Alexandre Parola, fez um pronunciamento nesta quinta-feira, 5, para dizer que, na reunião com o interventor da Segurança no Rio de Janeiro, General Braga Netto, foram entregues dados que mostram que houve "uma redução significativa dos casos de lesão corporal, roubo a transeunte e roubo de veículo". O levantamento entregue compara a Semana Santa deste ano com a do ano passado.

+ Intervenção federal não altera clima de insegurança no Rio

Segundo Parola, os casos de homicídio doloso "foram reduzidos em quase 50%", mas ele não apresentou os números. Já os casos de roubo de carga tiveram, segundo o porta-voz, uma queda de 71% - de 73 registros na Semana Santa de 2017 para 21 no feriado deste ano. O número de roubos a pedestres caiu, diz Parola, de 559 para 251 no mesmo intervalo.  "As mesmas tendências positivas se revelaram para os crimes de roubo a turista, roubo de carga e homicídio doloso para o mesmo período de referência", afirmou o porta-voz.

Também sem dar números absolutos, Parola destacou que, no período de janeiro a março deste ano, "houve igualmente evolução positiva" no caso de roubos de carros. "Para o crime de roubo de veículos houve uma redução de aproximadamente 18% no Estado e de mais de 30% na capital e Baixada." Os ministros da Defesa, General Silva e Luna, e do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência (GSI), General Sérgio Etchegoyen, também estiveram na reunião. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.