Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Governo do ES promete pagar a PM para evitar greve

A divulgação de um cronograma de pagamento dos salários de novembro do funcionalismo público capixaba pode evitar que a Polícia Militar do Espírito Santo entre em greve a partir de segunda-feira, mas não dará fim à paralisação da Polícia Civil. A Secretaria de Administração do Estado promete depositar o dinheiro dos PMs e do Corpo de Bombeiros (que não está parado) na segunda, data em que eles se aquartelariam, de acordo com decisão tomada em assembléia na sexta-feira passada. Com o anúncio, nova reunião para decidir sobre a greve foi marcada para amanhã. As outras categorias devem receber até o dia 14 de janeiro.O pagamento dos policiais civis está prometido para o dia 3 de janeiro, a próxima sexta-feira, mas eles decidiram só terminar a greve, iniciada na quinta-feira passada, depois que os salários forem depositados. Até lá, serão mantidos 30% dos serviços, e só serão atendidos flagrantes e recolhimento de corpos, as investigações, vistorias e registro de ocorrências não serão realizadas. Ontem, o governador José Ignácio Ferreira (sem partido) estava em Brasília tentando conseguir o dinheiro para cobrir a folha de pagamento de novembro, que chega a R$ 78 milhões. Não há previsão para o pagamento do mês de dezembro e o 13º salário dos funcionários regidos pela Consolidação das Leis Trabalhistas. Os funcionários estatutários recebem o benefício na data do aniversário.

Agencia Estado,

28 de dezembro de 2002 | 18h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.