Governo do Paraná recorre contra reajuste de pedágio

O governo do Paraná, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), recorreu nesta segunda-feira, 11, ao Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, em Porto Alegre (RS), contra as liminares que permitiram às concessionárias de pedágio do Estado reajustarem, desde o dia 1º, as tarifas em percentuais que giram entre 3,3% e 10%. O DER não homologou os índices apresentados pelas concessionárias, que recorreram à Justiça para colocar em prática o reajuste previsto em contrato. O DER pede a suspensão do aumento até que as ações que discutem os reajustes de outros anos sejam julgadas no mérito. Além disso, argumenta que poderá haver "dano irreparável se for considerado o custo da tarifa agregado aos valores dos fretes e conseqüentemente aos preços dos produtos finais colocados á venda para a população".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.