Governo do Rio garante que venda de drogas caiu 40%

Balanço da primeira etapa da operação Segurança e Paz, divulgado nesta quarta-feira pelo governo do Rio, garante que o cerco policial iniciado em 1º de agosto em 21 favelas da capital provocou uma queda de 40% no comércio de drogas. Na Rocinha, o tráfico deixou de faturar R$ 1,6 milhão durante o período, disse o governo. ?Com menos dinheiro na mão dos traficantes, a polícia ganha a batalha do ponto de vista militar?, afirmou o secretário de Segurança Pública, Anthony Garotinho. Ele anunciando uma nova etapa da operação, iniciada hoje em 11 favelas. Cinco comunidades cercadas durante a primeira parte da operação permanecerão com os acessos ocupados pela polícia. Segundo ele, a operação resultou na apreensão de mais de 10 mil munições e várias prisões. ?Por causa da operação, vários traficantes fugiram de onde atuavam e foram presos em outros locais?, disse, citando o traficante Rato, que comandava o comércio de entorpecentes na Cidade Alta e foi preso em Minas Gerais. O secretário garantiu ainda que o número de assaltos a banco no período foi zero.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.