Governo enviará 200 homens da Força Nacional ao MS

O governo federal decidiu enviar 200 homens da Força Nacional de Segurança Pública para socorrer o Estado de Mato Grosso do Sul. Os detalhes operacionais do emprego da tropa especial serão acertados numa reunião em Brasília entre o governador José Orcírio dos Santos, o Zeca do PT, e o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos. Zeca havia pedido 150 homens, mas Bastos preferiu colocar 200 de prontidão em razão da delicada situação da segurança pública naquele Estado.Formada por policiais de elite dos Estados, treinados na Academia Nacional da Polícia Federal, em Brasília, a Força foi criada em 2004 pela União para apoiar os estados em ações emergenciais ou de grave ameaça à ordem pública, em substituição ao emprego das Forças Armadas.Até agora já foram treinados 7.300 policiais, que retornaram aos seus estados e se encontram de prontidão para serem deslocados rapidamente a qualquer ponto do território nacional.Eles já atuaram de forma decisiva no controle de distúrbios de segurança no Espírito Santo, em ações de combate ao narcotráfico, no Rio e no controle da violência na região conhecida como Terra do Meio, no Pará, onde foi assassinada a freira norte-americana Dorothy Stang, há um ano. A corporação é integrada por policiais militares e bombeiros, capacitados para policiamento ostensivo, ações táticas e controle de distúrbios civis.A formação da Força e sua atuação, segundo explicou Luiz Fernando Corrêa, secretário nacional de Segurança Pública, é semelhante a algumas guarnições formadas pela Organização das Nações Unidas (ONU) para socorrer nações em situação de risco, como a Força de Paz que atua no Haiti e em países do Oriente Médio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.