Marcos de Paula/AE
Marcos de Paula/AE

Governo federal anuncia verba de R$ 35 mi para vítimas da chuva no Rio

Aluguel social será pago aos desabrigados da Região Serrana por 12 meses; pagamentos do Bolsa Família relativos aos meses de janeiro e fevereiro serão antecipados

Pedro da Rocha, Central de Notícias

14 de janeiro de 2011 | 18h56

SÃO PAULO - O governo federal anunciou nesta sexta-feira, 14, que vai liberar R$ 35 milhões para o pagamento de aluguel social para cinco mil famílias de desabrigados dos municípios de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo.

 

Outra medida anunciada foi o pagamento, a partir da próxima terça-feira, 18, da antecipação dos benefícios do Bolsa Família relativos aos meses de janeiro e fevereiro e também do Benefício de Prestação Continuada (benefício pago a idosos e pessoas como deficiência) para as pessoas cadastradas nos três municípios.

 

O aluguel social será pago aos desabrigados da Região Serrana por 12 meses. Por meio de convênio entre União, Estado e municípios, as prefeituras vão iniciaram, nos próximos dias, o cadastramento das famílias nos abrigos. A listagem dos beneficiados será enviada para o Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio de Janeiro (Proderj), que vai organizar e digitalizar o cadastro. O aluguel social será pago pela Caixa Econômica Federal (CEF), por meio do cartão do Bolsa Família ou ordem bancária, nas agências do banco nos municípios atingidos.

 

Veja também:

linkRumor de arrastão fecha comércio em Teresópolis

linkDeslizamento é um dos dez maiores do mundo, diz ONU

linkA tragédia vista de perto: relatos de quem perdeu tudo

linkIML de Teresópolis improvisa contêiner para vítimas

linkVeja como fazer doações para moradores do Rio

linkDilma promete ajuda no 'resgate e na reconstrução'

mais imagens GALERIA - Fotos da tragédia na Região Serrana

 

As famílias que tiverem perdido todos os documentos receberão das prefeituras a Declaração Especial para Beneficiários Localizados em Municípios em Estado de Emergência. De posse desse documento, a família cadastrada poderá retirar o benefício em qualquer agência da Caixa. Para quem também perdeu o cartão do Bolsa Família, o procedimento é o mesmo. Para garantir o pagamento dos benefícios, a Caixa está deslocando caminhões que funcionam como agências móveis para os locais afetados de forma mais grave nas três cidades.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.