Governo gastou até agora R$ 1.986,71 com segurança pública

O governo federal gastou, até ontem, R$ 1.986,71 dos R$ 366,2 milhões previstos no Orçamento deste ano para o Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP). A denúncia foi feita pelo senador Demóstenes Torres (PFL-GO) ? considerado um dos especialistas em segurança pública no Senado ? com base em dados do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi). Em discurso, na tribuna do Senado, Torres alertou que na segunda-feira passada, mesmo dia em que o ministro da Justiça, Marcio Thomaz Bastos, anunciou a liberação de ?raquíticos? R$ 9 milhões do FNSP para socorrer o Rio de Janeiro, apenas R$ 856,3 haviam sido efetivamente repassados aos Estados. A verba liberada emergencialmente na segunda fazia parte do orçamento do ano passado, que estava retida. ?De janeiro até 12 de abril, o governo gastou apenas R$ 856,3 com segurança pública?, enfatizou, perplexo, o senador. ?É urgente o comparecimento da União nas políticas de segurança pública e com o devido preparo, pois sem a participação financeira toda atuação será retórica?, afirmou Torres. Em seu discurso, o pefelista não poupou críticas à atuação do ministro Thomaz Bastos que, na sua avaliação, teria demorado a reagir diante da gravidade da situação do Rio. Além de ressaltar a falta de uma política para o setor de segurança pública, o senador destacou as posições divergentes expostas pelo ministro e pelo Secretário Nacional de Direitos Humanos, Nilmário Miranda, sobre a situação do Rio. ?Ainda sonolento, só no começo da tarde de segunda-feira, o ministro determinou ao Secretário Nacional dos Direitos Humanos, que se pronunciasse?, observou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.