Governo irá transferir mais de 300 presos do litoral do Paraná

Medida tem o objetivo de resolver o problema de superlotação nas carceragens da região

estadão.com.br,

16 de dezembro de 2011 | 19h19

SÃO PAULO - O governo do Paraná anunciou nesta sexta-feira, 16, que mais de 300 presos serão transferidos das delegacias de Paranaguá, Antonina, Guaratuba, Matinhos, Morretes e Pontal do Paraná para o Complexo Penal de Piraquara, a Região Metropolitana de Curitiba.

As transferências, que serão realizadas pela Secretaria de Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos até o dia 30 deste mês, tem o objetivo de resolver o problema de superlotação nas carceragens do litoral.

A partir de janeiro, permanecerão nas delegacias de Polícia do Litoral apenas os presos em flagrante, durante a fase de investigação policial. Após a denúncia criminal ser apresentada pelo Ministério Público, os presos serão levados para o Complexo Penal de Piraquara.

Em janeiro de 2011, a 1ª Subdivisão Policial (SDP) custodiava 702 presos. Atualmente são 329. No decorrer do ano, mais de 50% dos presos foram absorvidos pelo sistema penal e agora mais de 300 presos passarão para a custódia da Secretaria de Justiça.

Mais conteúdo sobre:
presosParanáPiraquara

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.