Governo lança plano contra o crime organizado

O governo federal iniciou nesta segunda-feira o que deve ser um mutirão contra a criminalidade, a violência e o crime organizado. O marco foi o Encontro Nacional de Secretários de Segurança Pública, que ocorreu nesta segunda, em Porto Alegre.Com a presença de 20 secretários, o secretário nacional da Segurança Pública, Luiz Eduardo Soares, explicou todo o plano para unificar as polícias no combate ao crime e estabelecer um modelo único de segurança e trabalho das Polícias Civil e Militar, com a integração da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, do Ministério Público e do Poder Judiciário.Para Soares, a aplicação do plano será um grande passo no combate ao crime com mais eficiência e rapidez. "É um momento nacional. O plano do governo Lula é prioridade, a grande expectativa. É a primeira vez no Brasil que os governos estaduais e federal vão trabalhar juntos e organizados para enfrentar o crime."Ele disse aos secretários que o Gabinete de Gestão Integrada será formado pela Secretaria de Justiça e Segurança (com as Polícias Civil e Militar e a perícia técnica), pelas Superintendências da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Nacional e pela Secretaria Nacional da Segurança Pública.Ele espera também a participação, o mais rápido possível, das guardas municipais e do Poder Judiciário. O secretário informou que o orçamento da Secretaria Nacional da Segurança Pública para este ano é de R$ 404 milhões, do Fundo Nacional de Segurança Pública. Desse dinheiro, R$ 50 milhões serão destinados a projetos já aprovados no governo passado para alguns Estados. Veja o especial: Veja o índice de notícias sobre o Governo Lula-Os primeiros 100 dias e os ministérios

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.