Governo libera mais R$ 8 milhões para cidades do NE atingidas pelas enchentes

R$ 3,7 milhões estarão disponíveis para Alagoas e R$ 4,3 milhões para Pernambuco na próxima 2ª

Agência Brasil

29 de junho de 2010 | 17h38

BRASÍLIA - O Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) liberou nesta R$ 8 milhões para reestruturar a rede de proteção social nos municípios atingidos pelas chuvas no Nordeste. Desta quantia, R$ 3,7 milhões serão destinados para Alagoas e R$ 4,3 milhões para Pernambuco. Os recursos devem estar disponíveis para os prefeitos na próxima segunda-feira, 5.

 

Veja também:

linkNúmero de mortos no Nordeste chega a 57

linkEstudante sonhava em ser modelo e viver em SP

link'Tenho certeza de que ele mandou matar', diz pai

linkBruno Fernandes: 'Ainda vou rir disso tudo'

 

Ministro em exercício, Rômulo Paes se reuniu na manhã de hoje em Recife com o governador do estado, Eduardo Campos. Ficou acertado que os recursos serão distribuídos entre 52 municípios, considerando a proporção entre desabrigados e desalojados e a população total. Barreiros (PE), que tem quase 70% da população desalojada ou desabrigada, receberá o maior repasse, de R$ 780 mil.

 

Outra medida anunciada é a antecipação do pagamento do Benefício de Prestação Continuada (BPC) em 39 cidades, além do Índice de Gestão Descentralizada referente aos meses de maio, junho e julho. Esses recursos auxiliam os municípios na identificação e no atendimento dos beneficiárias do programa Bolsa Família. O BPC dá um salário mínimo mensal para idosos e pessoas com deficiência.

 

Durante a tarde, o ministro se reúne com prefeitos e secretários de Assistência Social, em Palmares (PE). De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria Nacional de Defesa Civil, subiu de 34 para 37 o número de mortos em Alagoas. Com isso, 57 pessoas já morreram em consequência das enchentes que atingiram Alagoas e Pernambuco.

Tudo o que sabemos sobre:
AlagoasPernambucoNordestechuvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.