Governo libera R$ 200 mi para ações emergenciais no Rio

Do total, R$ 90 mi serão destinados à capital e o restante às outras regiões atingidas; também serão enviadas 50 novas ambulâncias para o Samu

Alexandre Rodrigues e Leonencio Nossa, da sucursal de Brasília

08 de abril de 2010 | 11h28

A assessoria de imprensa da Casa Civil informou, na manhã desta quinta-feira, 8, que o governo liberou R$ 200 milhões para ações emergenciais nas áreas atingidas pelas enchentes no Rio de Janeiro, que deverão ser comandadas pelo Ministério da Integração Nacional.

 

Veja também:

link Segundo moradores, deslizamento era 'tragédia anunciada'

link Dezenas de pessoas estão desaparecidas após deslizamento em Niterói

link Rio pede R$ 370 mi à União para recuperar estragos

especial As áreas afetadas pela tragédia

blog Dava para evitar a tragédia?

 

Em nota divulgada há pouco, o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), também informou que o governo federal liberou o dinheiro para as obras. Segundo a nota, o ministro da Integração Nacional, João Reis Santana Filho, prometeu a liberação imediata dos recursos em conversa por telefone com o governador na manhã de hoje. Do total, R$ 90 milhões serão destinados à capital e outros R$ 110 milhões serão aplicados em Niterói, São Gonçalo e outras cidades do Grande Rio atingidas pelas chuvas.

 

Em reunião hoje no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), os ministros da Casa Civil, Erenice Guerra, Paulo Bernardo, do Planejamento,e João Santanna, da Integração Nacional, analisaram a situação do Rio de Janeiro e definiram as primeiras ações. O governo estadual e a prefeitura do Rio solicitaram um total de R$ 370 milhões.

 

O governo federal também enviará 50 novas ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e 52 kits de emergência para atender 75 mil desabrigados. Por meio de sua assessoria, Erenice Guerra disse que todas as demandas estão sendo analisadas e que o governo também avalia os estragos causados pelas chuvas na madrugada de hoje em Niterói (RJ).

 

Texto atualizado às 13h10.

Mais conteúdo sobre:
Chuvas no RioCasa Civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.