Governo promete R$ 100 milhões para obras nas marginais

O governo federal deve liberar R$ 100 milhões para o projeto da Prefeitura de requalificação das marginais Tietê e Pinheiros, na cidade de São Paulo. As obras devem começar em janeiro do ano que vem.Recapeamento do asfalto, construção de uma faixa adicional na pista expressa, melhoria da sinalização, e instalação de câmeras de monitoramento estão nos planos da Prefeitura de São Paulo. O anúncio foi feito pela prefeita Marta Suplicy, que ontem à noite, juntamente com a maior parte de seu secretariado, percorreu a cidade a bordo de um ônibus, vistoriando o resultado de obras de conservação e recuperação de nove avenidas, incluindo 23 de Maio, Rebouças e Bandeirantes. Marta disse que ficou ?surpresa e satisfeita? quando ouviu do ministro dos Transportes, Anderson Adauto, que o governo federal poderia liberar os recursos, como um ?presente pelo aniversário dos 450 anos da cidade?, que serão comemorados no ano que vem. Ao solicitar a contribuição do governo federal, a Prefeitura argumentou que as marginais são uma espécie de estrada, que interligam outras rodovias que dão acesso ás várias cidades e estados, e que os estragos no asfaltos são provocados, sobretudo por caminhões de cargas, que muitas vezes nem entram na cidade. ?Como o governo federal pretende investir na conclusão de obras inacabadas e que sirvam a vários estados, achei razoável fazer esse pleito?, disse a prefeita. ?Cem milhões parece muito, mas se pensar que a cidade pagaisso mensalmente para abater sua dívida, o custo para a recuperação das marginais nem é tão alto assim.? A confiança da prefeitura na liberação dos recursos federais é tanta que segundo o secretário das Sub-prefeituras, Antonio Donato Madorno, já foram gastos R$ 2 milhões em recursos próprios para a contratação do projeto sobre a reforma nas marginais. ?Depois de iniciadas, as obras devem ser concluídas num prazo de seis meses a um ano?, disse o secretário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.