Governo quer que Cade analise empresas de mídia

O governo quer dar ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) autonomia para analisar a concentração de poder econômico de grupos de radiodifusão. "Há uma inclinação de remeter análises como essa para o Cade", disse o ministro Paulo Bernardo, que já expôs publicamente, por diversas vezes, sua posição contrária à concentração de meios de comunicação. "Fica mais coerente com o que é feito em outros setores da economia."

Karla Mendes, O Estado de S.Paulo

29 Abril 2011 | 00h00

Segundo ele, uma vez aprovada pela presidente Dilma Rousseff, a delegação de poderes ao Cade será feita por meio do novo marco regulatório de comunicação eletrônica. Outra "tendência" é a criação de uma agência única para regular tanto o mercado de telecomunicações quanto a radiodifusão. Se a proposta for aceita, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) terá suas atribuições ampliadas para abarcar as duas áreas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.