Corpo de Bombeiros/Divulgação
Corpo de Bombeiros/Divulgação

Grande Belo Horizonte tem 14 ônibus incendiados em 4 dias

Segundo a Polícia Militar, ações são reação de criminosos ao combate ao tráfico de drogas e não têm coordenação central

O Estado de S.Paulo

16 Fevereiro 2017 | 01h57

SÃO PAULO - A região metropolitana de Belo Horizonte registrou, em apenas quatro dias, 14 ônibus incendiados, de acordo com a Polícia Militar de Minas Gerais. A última ocorrência foi registrada na noite de quarta-feira, 15, em Mário Campos, cidade de 13 mil habitantes. Um suspeito foi preso e encaminhado ao 48º Batalhão da PM (Ibirité).

Desde o início do ano, 21 coletivos foram queimados. Apesar do crescimento das ocorrências a partir de domingo, 12, a Polícia Militar de Minas Gerais acredita que as ações sejam reação de criminosos a operações de combate ao tráfico de drogas, sem uma coordenação central.

Na ocorrência de Mário Campos, por exemplo, segundo a PM, a causa seria retaliação após a polícia fechar um acampamento de traficantes em Sarzedo, também na Grande BH. A situação nos presídios também é citada pela polícia mineira como causa deste tipo de crime.

Ao menos 30 suspeitos foram apreendidos desde a noite de domingo. Em nota, o chefe da imprensa da PM, major Flávio Santiago, destacou que a corporação reforçou o policiamento na 1ª Região de Policiamento Militar da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), especialmente em Belo Horizonte, com uma viatura destinada para cada uma das 37 companhias de polícia.

“Essas viaturas vão apoiar nas rondas e operações para coibir esses incêndios. São viaturas para reforçar a segurança e as operações já em curso da PM”, afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.