Grande Rio começa a refazer carnaval na 5ª, em barracão da União da Ilha

Escola foi a mais afetada por incêndio na Cidade do Samba; novos focos de incêndio foram registrados no local

Pedro Dantas, O Estado de S.Paulo

08 de fevereiro de 2011 | 14h27

RIO - A Acadêmicos do Grande Rio, agremiação mais atingida no incêndio de segunda-feira na Cidade do Samba, apenas retomará os preparativos para o Carnaval 2011 na quinta-feira, em um barracão cedido pela União da Ilha. A meta dos diretores da escola de samba é reconstruir três mil fantasias e até três carros alegóricos até o desfile, daqui a 26 dias. Nesta terça, pequenos focos de incêndio voltaram a surgir no barracão da escola, mas foi logo apagado por bombeiros que estavam no local.

 

Veja também:

linkFolião insatisfeito com a mudança nos desfiles terá dinheiro de volta

link'Fui acompanhando a destruição de um ano de trabalho'

linkSusana Vieira chora por duas escolas

linkFuncionários relatam falhas na segurança

blog Fernando Gabeira: Incêndio e precaução

 

O carnavalesco Cahe Rodrigues revelou nesta manhã que a escola gastaria cerca de R$ 10 milhões no carnaval deste ano e que o prejuízo deve ser nesta ordem, pois 98% das fantasias e todos os carros alegóricos foram destruídos. Para amenizar, a prefeitura do Rio anunciou que doará R$ 1,5 milhão para ajudar a escola. Outro R$ 1,5 milhão será divido entre a Portela e União da Ilha.

 

O diretor de Carnaval da União da Ilha, Márcio Andre Marhy de Souza, estima que o prejuízo da escola foi de R$ 3 milhões com a destruição de 3.200 fantasias e um carro alegórico destruído. "Vamos redesenhar as fantasias de forma mais simples e com um material mais fácil de ser encontrado no mercado, como lycra", explicou ele.

 

"Das 32 fantasias das alas, 11 foram salvas, pois eram alas comerciais, que são produzidas em ateliês fora da Cidade do Samba. No entanto, as fantasias da nossa comissão de frente foram todas destruídas. As roupas tinham equipamentos, que trariam inovações tecnológicas para o desfile. O prejuízo estimado é de R$ 300 mil", lamentou Marhy.

 

A União da Ilha retomará os trabalhos na segunda-feira em uma tenda de 900 m², no estacionamento da Cidade do Samba. A Portela também retomará os preparativos em uma tenda de 1.200² no mesmo local.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.