Grande SP registra seis assassinatos em menos de cinco horas

Seis pessoas foram mortas entre as 20h30 de segunda-feira e 1 horas da madrugada desta terça-feira na capital e Grande São Paulo, segundo dados do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Até as 5h30 desta manhã, nenhum dos autores dos crimes havia sido detido pela polícia, que ainda não tem nomes de suspeitos.O comerciante Eliécio Sales Santana, de 30 anos, foi morto, por volta da zero hora desta terça-feira, dentro de sua pizzaria, na altura do nº 323 da Rua Jorge Ward, em Vila Dalva, região do Rio Pequeno, zona Oeste da capital. Segundo testemunhas, dois homens - um usando capacete e outro uma touca ninja - entraram no estabelecimento e dispararam várias vezes contra Santana, que morreu no local. Nada foi levado da pizzaria. Praticamente no mesmo horário, Leandro Aparecido Massareli, de 33 anos, foi encontrado morto, com vários tiros, ao lado de um Honda cinza, placas EZF 2626/SP, na altura do nº 304 da Rua Tomaz Braga, no Jardim Verônica, zona leste da capital paulista. A lataria do carro apresentava seis perfurações de tiros. Tanto o celular como a carteira da vítima estavam dentro do carro, o que leva a polícia a acreditar na hipótese de que os atiradores não chegaram com a intenção de assaltar Leandro, que trabalhava como vendedor. Dois duplos homicídios ocorreram na Grande São Paulo. No primeiro deles, Natanael Gomes da Silva, de 18 anos, e um rapaz mulato, de aproximadamente 20 anos, foram encontrados mortos, a tiros, na região da cabeça, por volta da 1 horas da madrugada, na Estrada Elias Alves da Costa, ao lado do Sítio Piedade, em Vargem Grande Paulista, trecho Oeste da Grande SP. Ainda não se sabe o motivo do crime, mas acredita-se em acerto de contas. O segundo duplo homicídio ocorreu por volta das 20h30 de segunda-feira em Ferraz de Vasconcelos, região leste da Grande São Paulo. Dois jovens, ambos brancos, com idades entre 25 e 30 anos e tatuagens pelo corpo, foram assassinados a tiros na Rua da Adutora, no bairro de Cambiri. Os corpos estavam dentro de uma picape Saveiro prata, placas DEZ 7101/SP. Parte do carro havia sido queimada. Várias cápsulas de pistola calibre 380 foram encontradas no local do crime.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.