Acervo pessoal
Acervo pessoal

Grávida é enforcada até a morte após ter bebê retirado da barriga

Segundo a polícia, crime em Ituiutaba, no Triângulo Mineiro, foi planejado por falsa gestante que tentava manter relacionamento com namorado rico

Rene Moreira, Especial para o Estado

24 de agosto de 2016 | 14h13

FRANCA - Uma trama envolvendo seis pessoas seria a explicação para o mistério relacionado à morte de Greiciara Belo Vieira, de 19 anos, em Ituiutaba, na região do Triângulo Mineiro. Em entrevista na tarde desta terça-feira, 23, a Polícia Civil apresentou quatro pessoas que já foram presas, estando outras duas foragidas.

Grávida de oito meses, a jovem foi localizada domingo, 21, boiando em uma represa. Sua barriga estava aberta, e o bebê foi achado horas depois ainda vivo em uma residência da cidade. Uma mulher de 31 anos, que inventou uma falsa gravidez para segurar o namorado rico, teria planejado o sequestro da gestante para retirar o seu bebê. 

Uma travesti foi quem indicou e enganou a vítima, sua amiga, e até uma enfermeira teria participado do parto, que foi feito dentro de um carro.

Um dos envolvidos contou que a gestante ainda estava viva e gritou muito, sendo morta depois por enforcamento. Os envolvidos responderão por uma série de crimes. 

Tudo o que sabemos sobre:
ItuiutabaPolícia Civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.