Grávida é vítima de bala perdida em Fortaleza

Cleyciane levou uma bala na cabeça, quando estendia uma toalha na varanda de sua casa

Lauriberto Braga, de O Estado de S.Paulo

07 de dezembro de 2007 | 18h17

Vítima de uma bala perdida durante um tiroteio entres policiais militares e dois acusados de roubarem uma bicicleta, a adolescente Cleyciane dos Santos Silva, de 17 anos, está em coma induzido. Ela levou uma bala na cabeça, quando estendia uma toalha na varanda de sua casa. Cleyciane está grávida de quatro meses. O fato aconteceu no bairro Quintino Cunha, periferia de Fortaleza, na noite de quarta-feira, durante a perseguição policial. As seis armas dos policiais envolvidos na ação e uma dos acusados foram apreendidas para investigação. Os acusados Marcos Antônio Santos de Oliveira, de 19 anos e Pedro Henrique Mendes de Sousa, de 18 anos, estão presos. Segundo boletim médico divulgado hoje (sexta-feira)o estado de adolescente é grave.Apesar de ela não ter perdido massa encefálica, a bala perfurou o crânio, afetando o cerébro e o coma induzido foi adotado. As primeiras informações da perícia técnica apontam que a bala entrou pelo pescoço e saiu pela testa. Familiares da adolescente disseram que ao ser atingida, Cleyciane permaneceu com os olhos abertos. A adolescente é casada há um ano com um operário da construção civil.

Tudo o que sabemos sobre:
Grávidabala perdida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.