Grávida morre em acidente de carro provocado por foragido da Justiça

Homem perdeu controle de veículo roubado e bateu contra carro onde estava Fernanda Hespanhol, de 32 anos

Elder Ogliari, O Estado de S. Paulo

22 Janeiro 2014 | 19h12

PORTO ALEGRE - A jornalista Fernanda Hespanhol, 32 anos, grávida de três meses, morreu nesta quarta-feira, 22, em Porto Alegre. Ela é a segunda vítima de um acidente provocado por um foragido da Justiça na segunda-feira, 20. A primeira foi o motorista Mário Leyser, 52 anos, que perdeu a vida enquanto estava sendo socorrido. O marido de Fernanda, o locutor de rádio José Daniel Borges, de 35, está internado em estado regular em um hospital de Porto Alegre.

Na manhã de segunda-feira, Herito de Lima, 37 anos, condenado por furto, roubo e cárcere privado, rendeu e sequestrou Leyser em Gravataí e passou a dirigir o automóvel do refém pela Freeway, estrada que liga Porto Alegre ao litoral gaúcho. No caminho, o condutor perdeu o controle do veículo, atravessou o canteiro central da rodovia e bateu de frente no carro onde estavam Borges e Fernanda.

O suspeito foi internado sob custódia da Superintendência de Serviços Penitenciários do Rio Grande do Sul e deve responder por latrocínio e homicídio com dolo eventual.

Mais conteúdo sobre:
acidente carro violência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.