Gregori vai oferecer ajuda à SP

Até o final da tarde de hoje, o ministro da Justiça José Gregori, ainda não havia sido informado sobre as rebeliões que estavam ocorrendo em diversos presídios do Estado de São Paulo. Ele pretendia oferecer ajuda do governo federal às autoridades paulistas, mas não soube explicar o que pode ser feito. "Vou conversar com o secretário de segurança e com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen)", disse Gregori.O ministro da Justiça não havia sido acionado por nenhum de seus assessores, tanto da Secretaria Nacional de Segurança Pública, nem pelo Depen, apesar de as rebeliões terem começado no início da tarde. Gregori pretendia convocar a secretária nacional de Justiça, Elizabeth Sussekind, para viajar à São Paulo. O ministro também não foi procurado pelo governo do Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.