AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Greve de metroviários deixa 100 mil sem transporte em MG

Cerca de 100 mil usuários permanecerão sem transporte por tempo indeterminado em Belo Horizonte por causa de uma greve deflagrada na madrugada de quinta-feira pelos trabalhadores do sistema metroviário da capital mineira. Os funcionários do metrô vão se reunir na manhã de sexta-feira com a procuradoria do Trabalho para discutir à possibilidade da criação de uma escala mínima. A categoria decidiu cruzar os braços por causa do descumprimento de cláusulas do acordo coletivo assinado em junho com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). Com o movimento, todas as estações da capital e o terminal do bairro Eldorado, em Contagem, ficaram fechados. Segundo o presidente do Sindicato dos Metroviários, José Geraldo Alves, no acordo a categoria reivindicava reajuste do piso salarial de R$ 410 para R$ 780. Porém, contentou-se com um abono de R$ 95, que seria incorporado aos salários. "Mas, a CBTU, depois de tudo acertado, voltou atrás e não quer incorporar o abono ao salário. Além disso, ameaça nos retirar alguns benefícios", explica, ressaltando que, no final da tarde, acontecerá uma nova assembléia que determinará os rumos da paralisação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.