Greve de ônibus atinge 500 mil pessoas em Manaus

Situação nas ruas da cidade é caótica, diz PM; 10 mil trabalhadores cruzaram os braços nesta terça-feira

Gheisa Lessa, estadão.com.br

10 Abril 2012 | 11h31

SÃO PAULO, 10 - Cerca de 10 mil funcionários da rede de transportes públicos de Manaus estão em greve desde as 4h30 da manhã desta terça-feira, 10, de acordo com a Polícia Militar do Amazonas. A paralisação afeta 500 mil pessoas, de acordo com os agentes da polícia.

Toda a cidade de Manaus está sem transporte público e algumas das principais vias estão interditadas. "Os comandantes dos Distritos Policiais estão nas ruas para apaziguar toda a situação, que é caótica", informou a polícia.

Segundo a polícia a pior situação concentra-se na zona leste de Manaus, uma das maiores regiões da cidade, onde estão interditadas a avenida Grande Circular e alameda Cosme Ferreira, principais vias da região.

A polícia afirma também que a paralisação envolve 10 mil funcionários do transporte público de Manaus.

Mais conteúdo sobre:
greve de ônibus Manaus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.