Greve de ônibus chega ao fim na zona norte de São Paulo

Os motoristas e cobradores de ônibus de 50 linhas operadas pela Viação Sambaíba, na zona norte de São Paulo, finalizaram às 10h30 desta terça-feira, 17, a paralisação que foi iniciada no começo da manhã. Durante a paralisação, a SPTrans transferiu ônibus de outras viações para suprir 50% da frota que não saiu dos pátios. De acordo com o diretor do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo, José Ilton, os trabalhadores reivindicam uma redução na jornada excessiva de trabalho. "Os funcionários trabalham de 16 a 17 horas por dia. E quem parava, a empresa punia", explicou Ilton. A paralisação atingiu os trabalhadores das garagens 3 e 4 da aviação, e cerca de 600 ônibus não saíram às ruas no começo da manhã. Segundo o diretor do sindicato, após a reunião com os diretores do consórcio e com a São Paulo Transportes (SPTrans), a reivindicação foi atendida. "Nós levamos a pauta para os diretores da Viação Sambaíba eles afirmaram que vão contratar 200 novos funcionários a partir de amanhã", disse José Ilton.

Agencia Estado,

17 Abril 2007 | 11h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.