Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Greve deixa 175 mil sem metrô em Recife

A greve deflagrada pelos metroviários de Recife, por tempo indeterminado, prejudica cerca de 175 mil pessoas que usam o meio de transporte diariamente. A categoria, formada por 1.300 funcionários, reivindica o cumprimento do acordo coletivo firmado há três meses com a classe patronal, que inclui aumento do valor do adicional noturno e da contribuição do risco de vida. O dissídio foi julgado pelo Tribunal Regional do Trabalho, que deu parecer favorável aos trabalhadores na proposta econômica, mas as cláusulas sociais ainda não foram acordadas.A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) montou um esquema especial e disponibilizou 51 ônibus extras para facilitar a locomoção dos usuários do metrô. O superintendente do Metrorec, Sileno Guedes, disse que os passageiros terão de ter paciência até que seja encontrada uma alternativa para resolver o impasse.O metrô do Recife, que funciona desde 1985, possui 18 estações distribuídas por 25,2 km de extensão e está em processo de expansão com a construção de mais 10 estações. Atualmente são realizadas 289 viagens por dia. O sistema, integrado a linhas de ônibus, atende a praticamente todos os municípios da região metropolitana do Recife. As informações são da Radiobrás.

Agencia Estado,

22 de setembro de 2004 | 12h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.