Greve do Metrô traz problemas para o paulistano

Os moradores da zona Leste de São Paulo, enfrentam muitas dificuldades hoje para chegar ao trabalho. A Radial Leste, principal via de ligação com o Centro, está totalmente congestionada devido à greve dos metroviários. Todas as estações estão fechadas e os ônibus para o Centro circulam com passageiros pendurados na porta. Algumas peruas de lotação estão fazendo o trajeto, mas cobram em geral três passes de ônibus, para levar os passageiros de Itaquera até o terminal Parque Dom Pedro, no Centro da Capital. Os poucos Ônibus estão sendo muito disputados pelos passageiros. Nas proximidades do Metrô Tatuapé, o trânsito está praticamente parado e até os motoqueiros encontram dificuldades para circular. A única possibilidade de acesso ao Centro é por meio dos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), que circulam com lentidão e maior número de passageiros. Na estação Itaquera do Metrô, as pessoas se aglomeram nos pontos e tentam pegar vans ou ônibus clandestinos, que as levem até a região central.RodízioEm razão da paralisação dos trens de Metrô, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) suspendeu o rodízio nos horários de pico. Veículos com placas finais 3 e 4 estão liberados para circular livremente no centro expandido da cidade durante todo o dia. Também foi liberado o estacionamento de veículos nas áreas de Zona Azul sem a utilização dos cartão. Um maior número de operadores de tráfego, os marronzinhos, está nas ruas para orientar os motoristas. De acordo com a São Paulo Transportes (SPTrans), o número de ônibus circulando na capital é maior hoje, dentro da já conhecida operação Paese. A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) vai estender a operação de horários de pico para atender os passageiros do Metrô. As linhas que servem a estação Brás (que faz interligação com o Metrô) vão operar com o número máximo de trens. Mas a estação Corinthians-Itaquera (na linha E da CPTM, que liga o Brás a Guaianazes) ficará fechada para em embarque e desembarque, por causa da greve. As empresas que operam as 14 linhas intermunicipais e que têm ponto final no Terminal Parque Dom Pedro II colocaram à disposição do usuário um maios número de veículos em operação e outras linhas podem ser prolongadas até as estações do Metrô.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.