Greve: estivadores invadem armazém em Santos

Quatro estivadores, ainda não identificados pela polícia, que fazem parte da categoria em greve há sete dias no Porto de Santos, litoral sul paulista, arrombaram as portas do armazém A-17 interno da Codesp, localizada no bairro do Macuco, por volta das 2h00 desta terça-feira. Policiais militares do 6º Batalhão do Interior, que faziam patrulhamento na região em razão da concentração de grevistas manifestantes, ao perceberem o ato de vandalismo entraram no Porto, mas não conseguiram deter os três suspeitos, que já haviam arrombado as portas do galpão com o objetivo de atear fogo em pneus de tratores armazenados no local.Um estivador que estava ao lado do armazém acabou detido pela polícia, mas como nada foi encontrado em posse dele, o delegado Ricardo Alegrete Pereira, do 3º Distrito Policial de Santos, acabou liberando o suspeito. A polícia confirma que não houve saque e que a intenção dos vândalos era tumultuar o Porto.Por volta das 8h30 desta terça-feira, os estivadores do Porto de Santos realizarão uma assembléia para decidir se voltam ao trabalho. A categoria descumpre decisão judicial que obriga todos a retornar às atividades. A categoria protesta contra a mudança no controle de horários de trabalhos e escalas dos funcionários.Leia também:Violência marca greve de estivadores em Santos

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.