Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Greve na Febem fica restrita a Franco da Rocha

Funcionários da Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor (Febem) cruzaram os braços nesta sexta-feira no complexo de Franco da Rocha. Policiais militares foram deslocados para reforçar a segurança. Os adolescentes passaram o dia trancados nas celas. À noite, os líderes do movimento tentariam levar a greve à unidade da Rodovia Raposo Tavares.Segundo a Febem, aderiram à greve 85% dos funcionários das Unidades 30 e 31 e metade dos que trabalham nas Unidades 21, 25 e 29. O sindicato da categoria estima que 30% dos trabalhadores das unidades Tatuapé e Vila Maria também teriam cruzado os braços, mas a fundação negou a informação.No fim da tarde, a Febem relatou a situação ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na expectativa de que seja aplicada multa ao sindicato. O TRT concedeu liminar nesta quinta-feira determinando a presença de 70% dos funcionários nas unidades, com multa de R$ 20 mil por dia em caso de descumprimento. O sindicato alega desconhecer a decisão judicial.O presidente da entidade, Antonio Gilberto da Silva, alegou que a Febem não cumpriu acordos. "Queremos respeito, dignidade e segurança para trabalhar e a reintegração de funcionários demitidos."A fundação disse não ter atendido só uma de quatro reivindicações da categoria. Apesar da greve, as visitas do fim de semana estão mantidas.

Agencia Estado,

28 de março de 2003 | 22h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.