Greve para 100% dos trens de Porto Alegre

De acordo com sindicalista, nenhum trem saiu das estações na região metropolitana da capital gaúcha nesta segunda-feira

estadão.com.br

21 Maio 2012 | 08h12

atualizado às 9h para correção

SÃO PAULO - A região metropolitana de Porto Alegre amanheceu com o sistema de metrô "100% parado", de acordo com Clóvis Pinheiros, secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Metroviário e Conexas do RS (Sindimetro-RS). Cerca de 180  mil pessoas devem ser prejudicadas com a greve.

De acordo com Pinheiro, a paralisação total de todo o setor de operação dos trens é, "a princípio, por 24 horas".

Entre outras demandas, o sindicado dos metroviários pede reajuste salarial de 21,5%.

O sindicalista disse que a Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S/A (Trensurb), que administra o transporte sobre trilhos na capital gaúcha, até hoje "não tinha negociado" e que espera que a paralisação acelere o processo de negociação.

Mais conteúdo sobre:
greve de metrô

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.