Greve traz transtornos aos passageiros nos aeroportos

A greve dos controladores em todo o País vêm causando transtornos nos aeroportos. A TAM orientou a todos os seus passageiros que remarquem as passagens.A empresa isentará os clientes das taxas de remarcação dos vôos previstos para esta noite. Os passageiros podem fazer a remarcação pelo call center (4002-5700) ou se dirigir às lojas da TAM.A TAM também recomenda que, antes de se dirigirem aos aeroportos amanhã, os passageiros procurem se informar a respeito da situação dos embarques pelo site www.taminforma.com.br.Situação nos aeroportosCuiabáAo menos quatro aviões transportando cerca de 300 passageiros esperavam, até às 20 horas, autorização para decolar do Aeroporto Marechal Rondon, em Cuiabá. Cerca de 300 passageiros estão no aeroporto aguardando para viajar. De acordo com a Infraero, os aviões só poderiam decolar com a autorização dos controladores do Cindacta-1 em Brasília, que é responsável por controlar os pousos e decolagens em Mato Grosso. Todas as decolagens no Estado estão suspensas desde as 17h20 de hoje, 30. Os vôos que partiriam de Mato Grosso tinham como destino os aeroportos de Brasília, Campo Grande (MS), e Congonhas (SP). CampinasO Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, registrou atrasos em dois vôos após os controladores iniciarem protesto contra o comando da Aeronáutica. A Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) informou, por meio de assessoria de imprensa, que vôos para Brasília e Belo Horizonte que sairiam de Campinas foram cancelados. Os passageiros aguardavam informações no saguão do aeroporto, mais confusos do que perplexos, por volta de 21h30 de ontem. A Infraero não soube informar quantos vôos sairiam do aeroporto até as 23 horas, horário limite para decolagens de vôos de passageiros em Viracopos. FortalezaO caos está estabelecido no aeroporto internacional Pinto Martins, de Fortaleza. Todos os vôos da noite foram suspensos. No início da noite somente uma aeronave está no pátio. Ela chegou às 20h28 e não tem previsão de embarque. Estão atrasados e não devem desembarcar em Fortaleza os vôos 1848 da Gol viria de Guarulhos (SP) às 19h20 e o 3324 da TAM também que viria de Guarulhos. Suspensos ainda os embarques dos vôos 3892 da TAM que iria para Salvador, 3891 da TAM para Manaus, 1643 da Gol para Manaus, 4953 da TAF para Belém, 1564 da Gol para o Galeão, 3882 da TAM para Brasília. Cancelado o vôo 6392 da Oceanair que vinha de Porto Alegre. Os 30 vôos da madrugada também estão suspensos. O saguão do Pinto Martins está cheio de pessoas desesperadas para viajar. As companhias aéreas estão levando os passageiros para pernoite em hotéis, flats e motéis.BelémReclamações, impaciência e ameaças de passageiros marcaram o começo da noite no Aeroporto Internacional de Belém, paralisado pelo caos aéreo. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), antes de admitir a greve dos controladores de vôo, havia registrado atrasos de duas horas em média de todos os vôos que chegavam ou partiam da capital paraense. A informação da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) do fechamento de todos os 49 aeroportos comerciais do País para decolagens provocou revolta de centenas de passageiros. "É um absurdo, um desrespeito total, coisa de gente que só pensa em seus interesses", desabafou Ivan Ferreira. Ele tinha viagem marcada para Brasília, mas não sabia o que fazer ao tomar conhecimento de que seu vôo havia sido cancelado.FlorianópolisO aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, reflete o quadro gerado pela paralisação dos controladores de vôo nos grandes aeroportos nacionais, como Brasília e São Paulo. Embora as companhias aéreas informem que os controladores locais estejam trabalhando normalmente, houve sete cancelamentos desde as 18h e o quadro de chegadas e partidas mostra que a maioria dos vôos se divide entre atrasados e cancelados.Um exemplo é o vôo 6157 da Oceanair, procedente de Porto Alegre, que já havia sido confirmado para chegar a Florianópolis às 21h20, e agora aparece como cancelado. As demais chegadas aparecem como previstas, mas sem confirmação. Três aeronaves da TAM, que deveriam ter partido por volta das 20h, ainda esperam na pista a ordem de decolagem. O saguão está lotado de passageiros e ninguém sabe até quando terá que esperar pelo embarque. Nelson Francisco, Lauriberto Braga, Rejane Wilke e Carlos Mendes

Agencia Estado,

30 de março de 2007 | 21h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.