Grupo anti-seqüestro prende quadrilha em Rio Preto, SP

Investigadores do Grupo Anti-Seqüestro da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), de São José do Rio Preto, cidade localizada a 440 quilômetros da capital paulista, detiveram, na segunda-feira, três homens e duas mulheres suspeitos de integrar uma quadrilha de seqüestradores que age na região.Foram dois dias de campana até os policiais conseguirem deter Rogério Aparecido Raimundo Ferreira, de 24 anos, Bruno Daniel Soares de Oliveira, de 23, Edivaldo José Souza, de 27, e Maria Izolina Lourenço, de 40, mulher de Souza. Com o grupo, que seguia para a cidade de Fronteira, em Minas Gerais, onde participaria do seqüestro de uma comerciante, os policiais encontraram uma lista com nomes de potenciais vítimas dos criminosos.Na casa de Maria Lourenço, os investigadores encontraram uma central telefônica usada como suporte logístico da quadrilha, além de celulares, carregadores, um aparelho de telefone sem fio, um identificador de chamadas, uma agenda telefônica e um carro. O quarteto foi detido na carceragem da DIG de Rio Preto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.